quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

Coração.


Eu já tive a noite toda o grito imenso, que já fui chamada de "minha", que ainda sou chamada de "minha". Eu que tenho os sorrisos de bons amigos pra acalmar-me, para nunca esquecer, pra deixar acontecer a vida. Eu que declarei mil emoções e no fim, bom, ele chegou e levou minhas lágrimas, que de boas eram todas. Alguém vai esquecer de mim, como eu vou esquecer de alguém. A vida é só minha passagem por você. Não marquei nada na sua pele, nem a que cobre seu corpo, nem a que cobre seu coração. Esperar mais de alguém e não ter é normal, bem normal, natural. Mas eu nunca coloquei a culpa em ninguém, a culpa sempre foi minha e desse meu coração, "esse meu coração" não quero dizer com desprezo, quero bater palmas pra ele. Merece. Amou tanto, sempre intenso, sempre longamente. Machucou-se tantas vez, sempre levantou, desejou o que era de bom pro outro e foi embora. Nunca esqueceu de ninguém que amou, rir de bobagens que disse a eles antes de dormir, das músicas que cantaram juntos, dos abraços e sorrisos, lembra-se também que foi traído, foi pisado ou trocado, mas nunca relacionou isso aos seus amores. Nunca endureceu, pelo contrário. Sempre deixou o amor entrar facilmente. Mas sair sempre foi difícil, ele se acostuma com o calor intenso.Mas nunca deixou que seu ciúme, sua devoção, sua vontade de tê-lo por perto, o prende-se. Deixou ele ir. Para que ele viva uma nova vida, sem ela.

5 comentários:

Jeniffer Haddad disse...

Adorei seu texto. Suas palavras são ótimas, intensas. Lindo de mais! Parabéns :D

COISAS PEQUENAS E SIMPLES disse...

realmente seu texto é lindo
parabens, ganhou um seguidor

Lu disse...

Parabéns pelo teu blog!
Ganhou mais uma seguidora.
www.makesemimos.com
:*

Wesley Borges disse...

Oi, tudo bem? Vi seu blog numa comunidade do orkut sobre troca de banners. Colei seu banner no meu blog para a gente ser parceiro de banner. Está aí o meu blog:

http://diazdezumbi.blogspot.com/

Bjs!

lf.mascarenhas disse...

que texto lindo, amanda (: